Alimentação equilibrada: carboidratos, proteínas e gorduras

alimentação saudável

06 ago Alimentação equilibrada: carboidratos, proteínas e gorduras

Ter uma alimentação equilibrada pode ser mais simples do que você imagina. Existem milhares de dietas restritivas que prometem o emagrecimento rápido, mas o melhor caminho para ter boa saúde e um peso compatível com sua estrutura corporal é comer com sabedoria e equilíbrio.

Carboidratos, proteínas e gorduras são partes igualmente importantes da nossa alimentação. De acordo com a Sociedade Brasileira de Cardiologia, a recomendação diário de consumo de nutrientes, para indivíduos saudáveis, não deve ultrapassar as seguintes porcentagens de calorias consumidas:

  • Carboidratos – 55%
  • Gorduras – 35%
  • Proteínas – 20%

A soma ultrapassa os 100% por se tratar de uma estimativa. O valor varia muito de acordo com o ritmo de vida de cada pessoa e da sua composição corporal. Quem pode definir de forma mais correta quais são as quantidades de carboidrato, gordura e proteína que devem fazer parte da sua alimentação é o nutricionista.

Cada nutriente possui uma função específica no organismo e, com exceção de casos extremos diagnosticados pelos profissionais de saúde, devem fazer parte de forma equilibrada da nossa alimentação.

No intestino, cada um desses macronutrientes é transformado em suas unidades fundamentais: carboidratos em açúcares, proteínas em aminoácidos e gorduras em ácidos graxos e glicerol. Cada um tem sua função no organismo, mas o consumo em excesso de qualquer um deles pode levar à obesidade ou causar doenças como diabetes, hipertensão arterial, etc.

Por isso, não se deixe levar por dietas da moda. O que pode ter feito muito bem para sua amiga, pode não ser indicado para você. Uma dica que todos podem seguir é de investir nos alimentos naturais, com pelo menos 55% do seu prato do almoço e jantar sendo composto por vegetais coloridos e variados. Não faça restrições e, se desejar emagrecer ou engordar de maneira saudável, procure seu médico e nutricionista.

Sem comentários

Publique um comentário